Notícias
Ajustar texto:

Federação

Legislação Previdenciária

  • IN 45 INSS
  • IN 77 INSS
  • IN 69 INSS

Legislação Trabalhista

DIA DO TRABALHO
Por: FNE
Postado em: 30/04/2018 as 14:56:50

Companheiros Estivadores,

 

A conjuntura em que vivemos na atualidade não permite a classe trabalhadora deste país promover nenhum senário de comemoração, não nos cabendo, sequer, podermos nos aperceber qual será a nova realidade brasileira após os constantes confrontos de interesses entre os trabalhadores, governo, congresso nacional e empresários hávidos por maximizarem os lucros, e que “entenderam ser deles esse momento de fragilização pelo qual passa a classe trabalhadora”, para se implementar, via governo soerguido pelo golpe, as mazelas sonho de consumo de toda uma classe econômica que havia tempo não foram e fizeram maioria no congresso nacional e, para revertermos tal situação só o faremos com a força do voto.

 

A ”classe trabalhadora”, em face do golpe parlamentar, enfraquecimento de nossas representações políticas no congresso e do oportunismo e dos empresários, como dito, que entenderam, após a retirada do poder, de um governo legitimado pela força do voto, ser deles o “time”, amarga duras transformações e vilipêndios de seus mais legítimos direitos, pois temas como a “terceirização das atividades fins”, o conjunto de alterações trazidos na “reforma trabalhista” cujos efeitos os trabalhadores começarão a sentir tão breve e, com maior efeito, a partir das celebrações dos novos contratos trabalho, bem como a “reforma da Previdência Social” cujos temas, além de outros interesses, já estão sendo abraçados pelos candidatos para tornarem-se atrativos ao mercado, aos meios de comunicações/mídia e às elites, com o compromisso de voltar à pauta tão logo assuma o cargo maior no poder executivo.

 

Além de todos os percalços do caminho, exprima-se como temas da atualidade o índice de desemprego que chega a assolar mais de 14 milhões de trabalhadores, fruto de uma política econômica que prioriza unicamente o capital em detrimento da geração de emprego e renda, a falta de investimentos nos setores produtivos, além é claro, o maior dos problemas, geradores de tantos outros guarda estreita sintonia na instabilidade política cuja extensão reflete a crise econômica, estrutural, moral e ética, pelas quais estamos passando.

 

É preciso refletir, as elites desse país, o mercado e os meios de comunicações apesar de suas estratégias e de suas forças características, não têm votos suficientes para eleger o próximo Presidente. A força do voto está com os trabalhadores, com a massa, com os movimentos sociais de todas as regiões do país, notadamente com as regiões menos alcançadas pelo poder público como é o caso da região nordeste. Se dermos as mãos para fazer chegar ao poder alguém que saiba representar o campo político da esquerda deste país, com a recomposição das nossas representações no congresso nacional, certamente encontraremos o caminho de volta com claras chances de juntar o que sobrou e com o alcance maior de irmos à recuperação de todo vilipêndio aplicado pelas reformas aos nossos direitos conquistados ao longo dos anos com muita luta e resistência.

 

As palavras de ordem nesses momentos de dificuldades é BUSCARMOS INCESSANTEMENTE A UNIÃO E AS FORÇAS NECESSÁRIAS PARA VIRARMOS O JOGO NAS ELEIÇÕES DE OUTUBRO DE 2018.

 

Se permanecemos unidos já somos mais do que vencedores!

 

Aos trabalhadores do nosso país rendemos as nossas SINCERAS HOMENAGENS!

 

Felicitações da FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTIVADORES e de todos os nossos Sindicatos filiados! Parabéns! Salve o Dia do Trabalhador, Salve o dia 1º de Maio!

 

Homenagem da Federação Nacional dos Estivadores De todos os Sindicatos de Estivadores para a Estiva do Brasil.




termos MPT/PGT

Acesso Restrito

  • Balancetes
  • Prestação de Contas
  • Atas

Sindicato dos Estivadores






contato : 61 3224.1599 / 3323.2242
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTIVADORES
SCS - QUADRA 01 BLOCO "G" SALA 506 - EDIFICIO BARACAT
CEP 70309-900 - BRASILIA/DF
SIGA-NOS
© 2015 FNE - Todos os direitos reservados.