Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017



Notícias
Ajustar texto:

Federação

Legislação Previdenciária

  • IN 45 INSS
  • IN 77 INSS
  • IN 69 INSS

Legislação Trabalhista

2016 Estudos sobre profundidade do Pecém serão concluídos
Por: Jornal O Povo
Postado em: 14/11/2016 as 13:06:21

A previsão é que a batimetria seja finalizada até a próxima sexta-feira, 18, levando mais cerca de 40 dias para a homologação, que deve ser realizada pela Marinha do Brasil e posterior revisão da Carta Náutica do Pecém.

 

Rebeca Oliveira, diretora comercial da Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearáportos), empresa ligada à Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra) e responsável por administrar o porto, explica que já se espera que o estudo dê resultado entre 17 e 18 metros de profundidade. Isso permite com que o Porto receba navios das categorias Panamax, Post Panamax e até ULCS (Ultra Large Container Vessels).

 

“Esses navios têm cerca 15 m de profundidade e chegam a ter até 16 mil TEUs (Unidade de medida que dita as capacidades do mercado de contêineres), ou seja, a ter 16 mil contêineres. Com isso, queremos ser o primeiro porto de conexão com a Ásia e o Canal do Panamá que permite isso. Queremos ser o primeiro porto a receber essa carga”, afirma, sem especificar o número de novas conexões. Hoje o Pecém ainda não recebe esses tipos de navios e os portos de Itaqui, no Maranhão, e de Macapá, no Amapá, que ficam antes do Ceará, não têm porte para essas embarcações.

 

Permissões

 

Para começar a receber cargas, um novo berço precisa da permissão de diversos órgãos, além da realização de diversos estudos. A batimetria, especificamente, determina a profundidade exata e qual o perfil dos navios que poderão atracar.

 

“A execução do levantamento batimétrico é fundamental para este novo momento vivido pelo Porto do Pecem, já que poderemos, com a conclusão deste serviço, estar licenciados pela Capitania dos Portos para operarmos os novos berços de atracação em sua plena capacidade e até, possivelmente, recebermos navios de maior calado nos demais berços”, observa o diretor-presidente da Cearáportos, Danilo Serpa.

 

Existem, no Porto do Pecém, seis berços de atracação em pleno funcionamento: dois no primeiro píer, dois no segundo, e dois no Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT), que chegam até 18 metros de profundidade natural. Os três novos berços (7,8 e 9), também estão instalados no TMUT e serão voltados para operação com carga geral e produtos da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

 

Saiba mais

 

O Canal do Panamá inaugurou sua expansão no dia 20 de junho deste ano. As obras ficaram a cargo do consórcio formado pela espanhola Sacyr e a italiana Salini Impreglio. O investimento foi de US$ 5,4 bilhões

 

O Brasil ainda enfrenta dificuldades para receber em seus principais portos navios de grande porte que agora passam pelo canal

 

No canal, construído há mais de cem anos, podiam passar navios com capacidade para no máximo seis mil contêineres. Agora, recebem os New Panamax, com capacidade para até 14 mil contêineres e precisam de profundidade de 15 metros




termos MPT/PGT

Acesso Restrito

  • Balancetes
  • Prestação de Contas
  • Atas

Sindicato dos Estivadores






contato : 61 3224.1599 / 3323.2242
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTIVADORES
SCS - QUADRA 01 BLOCO "G" SALA 506 - EDIFICIO BARACAT
CEP 70309-900 - BRASILIA/DF
SIGA-NOS
© 2015 FNE - Todos os direitos reservados.