Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018

  • Pauta da ABTP com presidenciáveis propõe mais participação privada na gestão portuária

    A Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP) defende a descentralização da tomada de decisões e que o próximo governo promova mais concessões para gestão dos portos públicos através da iniciativa privada. O objetivo é ampliar os debates sobre a privatização e sobre a licitação de áreas portuárias. Os temas fazem parte de um conjunto de propostas que vem sendo apresentado aos candidatos à presidência e que aponta a necessidade de mais estabilidade regulatória e de diminuição de amarras burocráticas. (LEIA MAIS)

  • Chibatão terá que fornecer cestas básicas e água a famílias atingidas por vazamento

    O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informou que notificou a empresa J.F de Oliveira Navegações Ltda., pertencente ao grupo Chibatão, ao pagamento de cestas básicas, água potável para 100 famílias e a recuperação imediata das áreas degradadas pelo óleo diesel que vazou depois do naufrágio de uma embarcação no porto Ceasa, no bairro Mauazinho, zona leste. (LEIA MAIS)

  • Conheça o Porto: Os complexos marítimos e fluviais do Brasil

    Os portos podem ser classificados de acordo com sua localização. Assim, há os marítimos (às margens de um oceano), os fluviais (rios), os estuarinos e os lacustres (lagos). Mas, na gestão do sistema portuário, o Governo Federal acaba utilizando um critério diferente para organizá-los. (LEIA MAIS)

Federação

Legislação Previdenciária

  • IN 45 INSS
  • IN 77 INSS
  • IN 69 INSS

Legislação Trabalhista

NOTÍCIAS

Codesp altera regras para uso da Hidrovia do Porto

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp, a Autoridade Portuária) alterou as regras de cadastramento e habilitação de empresas interessadas em utilizar o modal hidroviário para o transporte de cargas no Porto de Santos. Agora, é necessário o pagamento de uma taxa de R$ 665,36 pelo cadastro de transportador ou a renovação da licença.

Leis e custos inviabilizam terminal automatizado no Porto

Determinar as medidas necessárias para automatizar as operações nos terminais de contêineres no Porto de Santos. Este é o tema de uma pesquisa desenvolvida por três alunos do curso de Engenharia Civil da Universidade Santa Cecília (Unisanta), de Santos. Para isso, eles compararam instalações automatizadas em complexos internacionais com a realidade do cais santista e constataram que a proposta, atualmente, é “inviável”. 

Suape arrenda área não-operacional para envase e distribuição de GLP

O presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Carlos Vilar, homologou sexta-feira (31/8), o processo licitatório da concorrência 02/2018, que trata da cessão onerosa de área não-operacional de 24 mil metros quadrados para envase e distribuição de gás liquefeito de petróleo (GLP) no polo de granéis líquidos do Porto de Suape. A empresa ganhadora do processo foi a Copagaz Distribuidora de Gás LTDA, com valor mensal de R$ 5,90/m² (cinco reais e noventas centavos) por metro quadrado, num período de 20 anos, totalizando um contrato no valor de R$ 33.984.000,00. A empresa será responsável pela ampliação e desenvolvimento da infraestrutura, benfeitorias ou substituições necessárias e manutenções na infraestrutura existente.



termos MPT/PGT

Acesso Restrito

  • Balancetes
  • Prestação de Contas
  • Atas

Sindicato dos Estivadores


GALERIA DE FOTOS



LINKS IMPORTANTES



contato : 61 3224.1599 / 3323.2242
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTIVADORES
SCS - QUADRA 01 BLOCO "G" SALA 506 - EDIFICIO BARACAT
CEP 70309-900 - BRASILIA/DF
SIGA-NOS
© 2015 FNE - Todos os direitos reservados.