Quarta-Feira, 23 de Maio de 2018

  • Docas melhora gestão e obtém nível 1 de governança

    A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estatal que administra o Porto de Santos, garantiu o nível 1 do Indicador de Governança (IG) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A Autoridade Portuária obteve a nota 7,8 na avaliação feita pela pasta, ficando acima da média geral, que foi de 6,93. (LEIA MAIS)

  • TCU deve determinar relicitação do terminal de Libra

    O Tribunal de Contas da União (TCU) deve determinar amanhã a relicitação do terminal de contêineres operado pelo grupo Libra no porto de Santos, em São Paulo. A proposta será levada ao plenário pela ministra Ana Arraes, que concordou com o relatório técnico que classificou como ilegal a prorrogação antecipada do contrato de concessão, em 2015. (LEIA MAIS)

  • Diretores e superintendente da Codesp são multados pelo TCU

    O Tribunal de Contas da União (TCU) multou, em R$ 20 mil, cada um dos cinco diretores da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). O órgão controlador ainda autuou, em R$ 3 mil, o superintendente jurídico da estatal que administra o Porto de Santos. As sanções foram impostas após a constatação de irregularidades na contratação de duas entidades sem fins lucrativos e, ainda, pelo atraso na prestação de informações sobre os dois contratos. (LEIA MAIS)

Federação

Legislação Previdenciária

  • IN 45 INSS
  • IN 77 INSS
  • IN 69 INSS

Legislação Trabalhista

NOTÍCIAS

Porto de Santos define plano para receber navios de 366 metros

A fim de ampliar as operações do Porto de Santos, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) adotará medidas que possibilitem o tráfego de embarcações de 366 metros no canal de navegação. As embarcações deverão respeitar condições de meteorologia, visibilidade e maré, além da utilização de, ao menos, quatro rebocadores. Mas, para que essas manobras se tornem realidade, são necessárias obras de infraestrutura, como o aprofundamento do canal para 16 metros, e um novo projeto de amarração de cargueiros no cais santista. 

Preços do THC-2 deixam de ser regulados pelas autoridades portuárias

Os preços do THC-2 – valor cobrado pelos terminais para segregação e entrega do contêiner, com seu transporte do pátio até o portão da instalação, em operações de importação – deixaram de ser regulados pelas autoridades portuárias e passam a ser definidos pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). 

Movimentação no Porto de Pelotas cresce 30% nos primeiros quatro meses do ano

O destaque é a movimentação das toras de madeira, que totalizaram 232 mil toneladas neste quadrimestre. O projeto das toras, que seguem com destino a fábrica da Celulose Riograndense, em Guaíba, é um dos fatores que contribuem para a movimentação positiva. 



termos MPT/PGT

Acesso Restrito

  • Balancetes
  • Prestação de Contas
  • Atas

Sindicato dos Estivadores


GALERIA DE FOTOS



LINKS IMPORTANTES



contato : 61 3224.1599 / 3323.2242
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTIVADORES
SCS - QUADRA 01 BLOCO "G" SALA 506 - EDIFICIO BARACAT
CEP 70309-900 - BRASILIA/DF
SIGA-NOS
© 2015 FNE - Todos os direitos reservados.